quarta-feira, 18 de julho de 2007

ACIDENTE COM AVIÃO DA TAM


CNN - ao vivo

A reportagem sobre o acidente chama para opinar sobre o acidente técnicos e pilotos. Um dos pontos levantados foi para que as empresas de aviação norte-americanas comecem a pensar na possibilidade de proibir que suas aeronaves operem no aeroporto de São Paulo.

Desabafo ao vivo na SBT do controlador de vôo militar:
"FUI PRESO PORQUE FALEI A VERDADE. AGORA QUERO VER QUEM VAI SER PRESO PORQUE MENTIU"
Estava demorando para que os controladores começassem a querer relacionar este acidente com tudo que eles vêm denunciando a respeito do controle de tráfego aéreo. Só vai colar se a baderna sobre a desinformação neste país continuar. Dessa vez eles estão fora do caso e as causas deste acidente nada têm a ver com o que estes controladores vêm falando. Dessa vez, o problema está relacionado à Infraero, que liberou uma pista que ainda não poderia ser liberada para pousos e decolagens, uma vez que as ranhuras, necessárias para evitar acidentes como derrapagens e dificuldades de frenagem em dias de chuva, ainda não haviam sido feitas. Houve quem reclamasse e alertasse.

A empresária Silvia Pfiefer, em reportagem da edição da revista Veja que foi proibida de circular - embora alguns exemplares tenham chegado a ser distribuídos - alertava sobre problemas de corrupção e de superfaturamento nas concessões e obras feitas em vários aeroportos brasileiros. Para não dizer que nada havia sido feito em relação à parte opertacional dos aeroportos, valorizando apenas obras de embelezamento das instalções, a pista do aeroporto de São Paulo foi liberada sem que as obras tivessem terminadas em relação aos cuidados como o de fazer as ranhuras, por exemplo.

Sempre houve denúncias sobre melhorias urgentes que precisariam ser feitas nos aeroportos, incluindo melhorias em equipamentos das torres, no sistema de socorro à acidentes, no sistema de abastecimento e de verificação das aeronaves nas pistas. O controle de tráfego, fora das áreas de aproximação jamais foram centros de denúncias. Mas, as discussões sobre o acidente com o Gol 1907 foram usadas para desviar a atenção sobre estes problemas e para que controladores de tráfego aéreo colocassem em marcha seus planos de obter melhores salários. Desviaram as investigações sobre as reais razões do acidente, para atender a outros interesses e esconder do público as possíveis e verdadeiras causas.

Agora, vão tentar fazer o mesmo. Vão ficar falando de controladores e de seus alertas (QUE REPITO: NÃO TÊM NADA A VER COM ESTE ACIDENTE COM O AVIÃO DA TAM) e seguramente vão começar a colocar em dúvida os procedimentos adotados pelo piloto do avião da TAM. Dessa vez, culparão um morto que não poderá se defender, ao contrário do que aconteceu com os pilotos do Legacy, que puderam lutar por sua liberdade e por sua inocência - embora, por aqui, eles fiquem sendo incriminados (injustificadamente). Brevemente, teremos informações desencontradas sobre caixa-preta, diálogo com a torre, etc. Podem esperar.

Um comentário:

pedro pons disse...

Só Os Pamonhas para liberar esse aeroporto de Congonhas, sem condições de segurança.
O modelo pinga-pinga [aéreo] de gestão dos serviços de aviação brasileiro-petista.